Cel: (73) 99455937WhatsApp: (73) 9986-6212

Imóveis, Sem categoria

Guia rápido para declarar o IR de última hora

1) Confira se você deve declarar

 

Imposto de Renda

Está obrigado a declarar o Imposto de Renda (IR) 2015 quem, no ano passado: recebeu rendimentos tributáveis (como salários e aluguéis) cuja soma foi superior a 26.816,55 reais no ano; obteve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como doações) em valor superior a 40 mil reais; e registrou, em qualquer mês de 2014, lucro na venda de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto.

 

Também deve enviar as informações à Receita quem tinha a posse, em 31/12/2014, de bens ou direitos que, juntos, valiam mais do que 300 mil reais; utilizou o benefício de isenção do IR sobre o lucro obtido com a venda de imóveis; realizou operações em bolsas de valores durante o ano; se tornou residente no Brasil em 2014 e continuava nessa condição em 31/12/2014; e obteve receita bruta com atividade rural superior a 134.082,75 reais.

Veja a matéria completa sobre quem precisa declarar e quem está dispensado de enviar os dados à Receita

2) Junte comprovantes de pagamentos, rendimentos e dívidas

Antes de declarar, reúna os informes enviados pelo empregador e pelo banco (caso a instituição financeira não tenha enviado o documento, ele pode ser consultado pelo internet banking).

Também será necessário consultar os comprovantes de despesas que poderão ser deduzidas da base de cálculo do imposto, como gastos com escola, planos de saúde e consultas médicas; além de documentos que registraram a compra de bens, como imóveis e carros.

Veja todos os comprovantes que você deve ter em mãos para declara

3) Opte pela declaração completa ou simplificada

Ao informar todas as despesas dedutíveis do Imposto de Renda, o programa gerador da declaração irá apontar ao contribuinte no canto inferior esquerdo da tela, se a declaração completa ou a simplificada é a mais vantajosa.

O modelo simplificado permite um desconto único de 20% do imposto sobre a renda tributável, limitado a 15.197,02 reais. Mas, se o contribuinte tiver registrado despesas dedutíveis superiores a esse porcentual e valor em 2014, a declaração completa é mais vantajosa, pois permite um desconto maior da base de cálculo do imposto.

Veja a matéria completa sobre como escolher entre a declaração completa ou simplificada 

4) Preencha todos os gastos que podem ser abatidos do cálculo do imposto

Gastos com educação do contribuinte e seus dependentes; despesas médicas; pensões alimentícias recebidas e contribuições realizadas a planos deprevidência privada (PGBL ou fundo de pensão) podem reduzir o cálculo do imposto a pagar.

Contribuições ao INSS feitas pelo contribuinte em nome do empregado doméstico e doações para entidades e projetos aprovados pelo governo federal também podem reduzir o valor do imposto.

Cada item um valor máximo que pode ser deduzido do IR, exceto despesas com saúde; contribuições ao INSS feitas pelo titular; e valores de pensão judicial, como pensões alimentícias pagas aos filhos. Independentemente do valor, esses três tipos de gastos poderão ser totalmente deduzidos do IR caso se enquadrem nas normas da Receita. 

There are no responses so far. Be the first to leave one →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *